quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

PATRONO - DEUSDETE CECÍLIO DE ARAÚJO


MEMÓRIA

DEUSDETE CECÍLIO DE ARAÚJO

Nascido: 06/07/1947 à 01/12/1994

APRESENTAÇÃO

Nome: Deusdete Cecílio de Araújo

Filiação: Francisco Luiz de Araújo

Antonia Cecília de Araújo

Natural: Açu-RN

Data de Nascimento: 06-07-1947

Cônjugue: Lindalva Leonez de Araújo

Filhos: Alysson Leonez de Araújo

Aline Leonez de Araújo

Alexandra Leonez de Araújo (in memória)

Alane Cristina Leonez de Araújo

PERFIL

Conheçam agora um pouco da vida de um homem simples, honrado e do encanto na alma que contagiava pela beleza da sinceridade dos atos, pelo amor aos seus filhos e família. O orgulho e a contemplação pelas pessoas que dedicam o tempo a educação e dela faz o baluarte para a vitória dos sacrifícios impostos à vida, era o gracejo de um homem que dos estudos não pode se sustentar, mas que se realizava pela formação educacional dos seus familiares.

Desde muito cedo trabalhou para ajudar a família, várias foram os trabalhos desempenhados, de vendedor ambulante a lavador de carro, dos quais tomaram-lhe o tempo e a dificuldade de estudar.

Quando rapaz aprendeu a guiar, e o gosto com o tempo pelo automobilismo tornou profissão em que desempenhou por muitos anos, até a sua passagem para outra vida. Sua vida profissional pode ser contada pelos vários anos, em que percorreu várias estradas, cortando municípios, comunidades ribeirinhas e pequenos povoados, e um destes lugares mulunguzinho que nos anos em que trabalhou, em firmas que prestava serviços de transporte a Petrobrás, exigia a passagem constate por essas áreas, na margem do sítio do Canto do Amaro.

Na vida e na profissão, o homem de quem vos falo, agarrava-se a proteção divina, sempre acompanhado do seu livro de orações, seja em casa ou na mochila, ou até mesmo no cofre do carro lá estava o companheiro de estrada, o companheiro das horas de dificuldade, sempre ponto a fazer suas orações e pedir proteção a Deus e a seus anjos da guarda. Muito interessante era a dedicação religiosa que um homem se empenha à presteza e a crença nos milagres, em que a Divindade, criador do céu e da terra, pode submeter os seus súditos à prática de orações diárias e as purificações religiosas mediante a busca incessante da palavra de Deus.

A visão não pouco limitada da própria experiência de vida ensejada na conjuntura sócio-econômica de sua época o fazia perceber a exigência do mercado de trabalho, sempre requisitando mão-de-obra qualificada, de uma educação que exigia pessoas, mas ativas, capazes de tomar decisões e assumir responsabilidades profissionais. Isto o despertava para a importância na educação, e a falta dela para os que não comungam da cognição técno-científico.

Do orgulho, este sentimento tão desprovido de interesse, podíamos perceber o envolver de alegria e regozijo quando se falava na família. Das irmãs educadora, aos filhos e esposa. Essa de que tanto o ajudou a vencer os desafios enfrentados, compartilhando as perdas e ganhos, a alegria e o sofrimento, e a expectativa pela vida melhor a oferecer aos seus descendentes.

De todas as lembranças de que podemos ter dele, é de um pai amoroso com os filhos, cobrador de uma dedicação maior aos estudos, em que julgava ser o melhor o que podia dá, e de um comportamento correto de que sempre nos conduziu e que sempre deveríamos buscar, pois lhe parecia ser o caráter um dos alicerces básicos para a construção de uma vida digna e respeitosa.

Os ensinamentos foram positivos a medida em que os fins justificavam os ensinamentos legado: da coragem, podemos externar os anseios perseguidos pelos filhos; do afeto, as lições de amor entre a família, em que os familiares perseguem na construção de uma solidez na amizade, no amor e na esperança que devemos ter sempre, pois só assim podemos ser pessoas melhores.

A passagem para outra vida desse homem de que muito provou, dos erros, dos acertos, das dificuldades, da felicidade e de outras situações mais, deixando um legado de vida, amor, esperança somando-as em nossas vidas, a nos acompanhar pelas doces lembranças.

Outras informações:

ESTUDOS

Deusdete Cecílio de Araújo cursou o Ensino Ginasial, na cidade de Mossoró, no decorrente ano de 1964, no Colégio Ginásio Municipal de Mossoró, sendo na época o diretor do colégio o senhor Cônego Raimundo Gurgel do Amaral.

O SONHO

O homem da vida espera realizações, que serve de alimento para a continuação da perspicaz sobrevivência.

Tantas foram às vezes em que nós familiares e amigos pegou-o se indagando, se a vida reservava a felicidade de ver um filho adquirindo, mediante de esforços e labuta, um diploma universitário.

Considerando o fato de ter sido chamado por Deus, e no ano do acontecido não ter nem um de seus filhos idade de cursar uma faculdade, logo se constata, um sonho não realizado. Mas se considerarmos que o ingresso num curso superior começa com uma prolongada e contínua realização dos estudos, hoje conhecido como fundamental e médio, podemos considerar que apesar de não ter sido possível à realização do sonho, o importante foi à semente semeada desde o início da vida escolar dos filhos, em que ele sempre acompanhou, e sempre esteve a cobrar e a encaminhar a realização de seu sonho.

Histórico Trabalhista

Firmas que trabalhou:

  • Empresa S. Garcia de Medeiros LTDA.
  • Transportadora São Cristóvão LTDA.
  • Transporte e Turismo “SAN REMO” LTDA.
  • Remove Locadora de Serviços LTDA.
  • SKC – Construções e Transportes LTDA.
  • Empresa de Transportes e Turismo LTDA.

Comentário:

Sua ficha trabalhista, como podemos perceber, é bastante esclarecedora do fato em que se comprova o bom profissional, no cargo de motorista, que do ano de 1978 a 1994, só teve de ficar parado durante três meses do ano de 1983, em decorrência da transferência de uma firma comercial de jóias e óculos de grau a várias firmas prestadora de serviços em transporte à empresa petrolífera do nosso país.
FONTE: BLOG DA ESCOLA MUNICIPAL DEUSDETE CECÍLIO - MOSSORÓ

Nenhum comentário:

Postar um comentário